RSS

Arquivo da categoria: Maquiagem Cênica

Feras.

Hoje as feras se confundem, estão mais civilizadas. Parece até que têm o direito de ferir as que estão caladas. Seguir o seu instinto já não importa mais, apenas se repelem, não querem ser iguais. E é tentando parecer mais evoluido, que o homem se iguala ao seu passado: bruto, burro e exibido.

 
Deixe um comentário

Publicado por em 07/07/2011 em Maquiagem Cênica

 

Mais detalhes…

Bom, como todos já devem imaginar o último post foi fruto da última aula de maquiagem, que teve como tema Ferimentos.

No meu caso, resolvi misturar tragédia e comédia, e o resultado foi este.

Mais fotos da aula e outros ferimentos no blog do Ponto de Cultura. Ficaram muitas boas! Teve soco na boca, no olho, tiro na testa e pulso cortado. Um horror. Vale conferir ;)

Falou.

 
1 comentário

Publicado por em 16/05/2011 em Maquiagem Cênica

 

Sexta-feira treze!

Cuidado.

Mais detalhes em breve.

 
2 Comentários

Publicado por em 13/05/2011 em Maquiagem Cênica

 

Papo cueca.


Da Oficina de Maquiagem Cênica do dia 07 de abril

Hoje eu quero fazer um agradecimento! Quero agradecer a Deus por ter inventado o homem, e aos homens, por continuarem existindo.

Por todo canto ouvimos falar do encanto das mulheres, e há até um dia somente para elas. Mas quase nunca ouvimos falar sobre o poder masculino.

O poder de ser sincero. O poder de não se deixar influenciar tão facilmente. O poder de aproveitar a vida sem frescuras que o impeçam de ir além. O poder de seduzir verdadeiramente, e de se deixar seduzir sem se perder. O poder de amar sem fazer disso uma novela mexicana. O poder de não fazer tanta tempestade em copo d’água. O poder de não falar gritando ou miando. O poder de valorizar as coisas simples da vida. O poder de rir do que é engraçado. O poder de fazer a mulher se sentir ainda melhor que ele.

Não falo de todos os homens, sempre há excessões. Falo de todas as pessoas que têm um homem dentro de si. Acredito que haja outras mulheres, que assim como eu se sentem diferentes das outras, como sempre me senti. E isso pode ser bem entendido no trecho tirado do livro “Divã”:

“…Não sei bem o que dizer sobre mim. Não me sinto uma mulher como as outras. Por exemplo, odeio falar sobre crianças, empregadas e liquidações. Mas segui todos os mandamentos de uma boa menina: brinquei de boneca, tive medo do escuro e fiquei nervosa com o primeiro beijo. (…) Ninguém desconfia do meu anti socialismo interno. Adoro massas cinzentas, detesto cor-de-rosa. Penso como um homem, mas sinto como mulher. Não me considero vítima de nada. Sou autoritária, teimosa, impulsiva e um verdadeiro desastre na cozinha. Peça para eu arrumar uma cama e estrague meu dia.Tenho um cérebro masculino, como lhe disse, mas isso não interfere na minha sexualidade, que é bem ortodoxa. Já o coração sempre foi gelatinoso, me deixa com as pernas frouxas diante de qualquer um que me convide para um chope(…) Sou estrategista, batalhadora, porém traída pela comoção. Num piscar de olhos fico terna, delicada. Acho que sou promíscua. São muitas mulheres numa só, e alguns homens também.”

Portanto, mãe, não se preocupe com minhas amizades masculinas, é com eles que eu me sinto bem ;)

Mas é coisa de macho, tá ligado?!

Então é isso, falô rapaziada!

É nóis que tá!

 
 

Vovó Barbara!

Como cumpro o que prometo, aqui está mais uma foto da Oficina de Maquiagem Cênica! Desta vez o tema era envelhimento (Ah vá, é mesmo?). O resultado não foi beeeeem o que eu queria, mas por estar começando me conformo em ter ficado meio parecida com uma tartaruga…

Bom, vou aproveitar o embalo pra falar de um assunto muito polêmico – e não são mamilos! – A perfectibilidade humana! Quem estuda no segundo ano sabe do que eu estou falando!

A perfectibilidade humana é capacidade que o homem tem, diferente de todos os outros animais, de se aperfeiçoar. É a busca pela perfeição, pela felicidade. E como fui obrigada a fazer um texto sobre o assunto, cheguei a seguinte conclusão: o homem se considera capaz de transformar tudo e todos, até ele próprio, e acha que assim está mais perto da felicidade que qualquer outro animal, mas essa perfectibilidade na verdade só existe pelo fato do homem ser a única coisa imperfeita do mundo. Afinal, Deus criou tudo que é bom e perfeito, e também o ser humano.

Somos o defeito do mundo, a espinha no nariz, a pedra no caminho, a agulha no palheiro,e acima de tudo, a mosca que pousou na sua sopa.

HAHAHA! Como disse PC Siqueira: o único jeito de salvar os seres humanos é matando todos eles!

Enfim, reflitam e filosofem, se quiserem. Boa semana, e juízo, meus jovens!

 
 

Transformação!

Dia 17 de março iniciou a Oficina de Maquiagem Cênica, na qual estou participando. E é incrível como a maquiagem pode transformar uma pessoa. Portanto, estarei publicando algumas fotos das aulas, conforme o tema.

Na primeira aula foi feita apenas uma demonstração da importância da maquiagem cênica, e da diferença que faz, quando é usada corretamente.

pois é, fui a cobaia!

Na segunda aula aprendemos a técnica de luz e sombra, para reproduzir rugas, proeminências e deformações no nosso próprio rosto, usando apenas lápis de olho marrom e corretivo facial. Antes de fazer a maquiagem, desenhamos num papel o que queríamos reproduzir em nosso rosto, e depois disso, colocamos na prática.

 

Transformações e transformações...

Beijos à todos, até a próxima!

 
2 Comentários

Publicado por em 29/03/2011 em Maquiagem Cênica

 
 
Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.